19 de novembro de 2017

Pastel Vasco {Basque Cake}


A 22ª edição do Sweet World leva-nos de novo até Espanha. Desta vez o desafio consiste em preparar o bem célebre Pastel Vasco.
Esta deliciosa sobremesa tradicional da região basca francesa de onde é originária, é composta por camadas, sendo que a base é formada por uma massa areada e os recheios, podem ser de frangipane (amêndoa) ou creme pasteleiro com ou sem doce de cereja.
Na pesquisa que fiz sobre este típico doce, encontrei variadíssimas versões, não só no recheio como na própria massa. Acho que posso até afirmar que não encontrei duas receitas iguais, pelo menos no que à massa diz respeito. Os recheios também variam, embora aqui o consenso seja um pouco maior. Encontrei massas em que a manteiga deve ser usada à temperatura ambiente, outras praticamente derretida e algumas em que se deve usar o mais fria possível.
Vi imensos vídeos, e imensos blogs espanhóis em busca de um consenso que não encontrei. Acabei por me apaixonar por esta, onde me inspirei para a massa. O recheio usei a receita da Lia porque me pareceu que ficaria mais consistente, ideia que me agradou mais.

Posso dizer que foi mais uma prova superada! Sem grandes dificuldades desta vez e a poder apreciar mais um doce do Mundo, que há tanto andava em lista de espera, e que é delicioso da primeira à ultima garfada. A massa ficou soberba, bem amanteigada e que se derrete na boca. Depois, em modo de brinde, temos o creme para satisfazer a gula dos mais gulosos, como eu, por este tipo de bolinhos! É dos deuses!  Já sabia que me iria deliciar, só não imaginava é que seria tanto!

Assim aqui fica a minha participação, que espero que gostem, Lia e Susana.






Ingredientes para o Creme Pasteleiro:
300ml Leite (de preferência inteiro)
1 Vagem de Baunilha, sementes raspadas
4 Gemas de Ovos (de preferência biológicos)
50g Açúcar
25g Farinha de Trigo
2 c. de chá de Amido de Milho (Farinha Maizena©)

Preparação do Creme Pasteleiro:
Aqueça o leite num tacho, juntamente com a vagem e as sementes da baunilha, até este estar quase a levantar fervura.
Numa taça à parte, bata as gemas com o açúcar, até estas estarem fofas.
Adicione a farinha de trigo e o amido de milho e bata até obter uma mistura cremosa.
Adicionar o leite quente, em fio, mexendo sempre, e coloque a mistura de volta no tacho.
Volte a colocar o tacho ao lume, mexendo sempre sobre lume brando, até a mistura estar espessa e cremosa.
Retirar do lume e transfira a mistura para uma taça.
Cubra com película aderente e reserve até esta estar completamente fria.



Ingredientes para a Massa (8 a 10 pessoas):
200g de Manteiga, fria
300g de Farinha de Trigo
150g de Açúcar
60g de Amêndoa Moída
2 Ovos
1 pitada de Sal
1 Gema

Preparação da Massa:
É extremamente importante trabalhar a massa com manteiga muito fria, pois ao trabalhar a massa com as mãos, vamos aquecê-la. Por esta razão, convém introduzir a manteiga no congelador meia hora antes de começar a fazer a massa.
Numa tigela larga, coloque a farinha e a amêndoa moída, o açúcar e uma pitada de sal e adicione a manteiga bem fria, cortada em cubos. Com a ajuda de um garfo ou com as mãos, misture todos os ingredientes, sem se preocupar muito nesta fase se a massa fica muito homogénea ou não.
Bata os ovos separadamente e depois adicione-os à mistura anterior, aos poucos. Amasse só até que os ingredientes estejam envolvidos. Não deverá trabalhar muito a massa.
Quando pronta, envolva-a em película transparente e leve ao frigorifico durante pelo menos 1 hora, de modo que, quando for para estender esteja bem fria.
Depois de bem fria, tire a massa do frigorifico e divida-a em duas partes: 1/3 + 2/3. A parte mais pequena será para cobrir o bolo e a outra maior para formar a base e os lados. A parte mais pequena volte a colocar no frigorifico enquanto trabalha a base.
Coloque na superfície do trabalho uma folha de papel vegetal e sobre ela a massa que vai esticar. Cubra com outra folha de papel vegetal e estenda um círculo de cerca de 5 mm de espessura.
Coloque a massa numa forma de 18 ou 20cm (eu usei de 20cm) untada com azeite ou manteiga e cubra a base e os lados, retirando as folhas de papel vegetal. (EU fiz assim: primeira tirei uma das folhas e tombei a massa que não tinha folha vegetal em cima da forma. Acalquei de forma a que a massa forrasse a base e as laterais da forma. Só depois então tirei a outra folha.) Se por acaso a massa se romper em algum lugar basta que puxe a massa e volte a uni-la. Tente que a massa em torna da forma fique toda à mesma altura.
Coloque a forma com a massa no frigorifico por cerca de 10/15 minutos. Preencha com o creme pasteleiro e cobra-o com a massa que havia reservado, previamente estendida, ligeiramente maior que o tamanho da forma.
Sele a tampa da massa com os dedos, enrolando as laterias de massa, e comprimindo ligeiramente, junto com o excesso de massa da tampa (como se de uma empada se tratasse).
Para terminar, pincele a tampa com a gema de ovo, e, com a ajuda de um garfo, desenhe umas linhas formado a cruz basca.

Leve ao forno, pré aquecido a 180ºC, durante 40 minutos. 


5 comentários:

  1. ficou super bonito, até salivei!!
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Minha querida Marta,
    Eu AMO o teu Basco de paixão e adoro a forma como criaste a coroa basca. Fabulosa mesmo!!!
    A massa parece mesmo ser deliciosa e daquelas que se desfaz na boca e a minha, embora difícil de trabalhar, também me deixou deliciada.
    Fico super feliz por te ter nas nossas edições e ainda mais feliz por teres gostado do Basquinho lol.
    Um grande beijinho querida Marta,
    Lia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá minha doce,
      eu adorei o Basquinho, é mesmo uma perdição!
      Obrigado por mais uma edição e um desafio delicioso.
      Beijinhos grandes

      Eliminar
  3. Que delícia.

    Beijinhos,
    Clarinha
    https://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...