1 de março de 2016

Funcho

Yum


O funcho é um vegetal muito versátil que desempenha um importante papel na cultura alimentar de muitos países europeus, especialmente em França e Itália.

É composto por um bolbo branco ou verde pálido a partir do qual o caule cresce. O caule é coberto por ramagens verdes, perto das quais flores crescem e produzem sementes, conhecidas como Erva-doce. O bolbo, caule, folhas e sementes são comestíveis. Tanto pode ser consumida crua como cozida.



A textura do funcho é similar à do aipo, ou seja crocante e ligeiramente estriada.

O sabor aromático deste legume é único, lembrando mesmo o licor de anis, tanto que é muitas vezes, e erradamente, referido como anis em muitos mercados.




Fresco, deve-se escolher o branco, rijo, arredondado e sem manchas. Conserva-se facilmente em ambiente seco mas tem tendência a tornar-se fibroso à medida que vai envelhecendo. Tal como o aipo, pode cozinhar-se como um legume, estufado com manteiga ou gratinado.

Combina muito bem com natas e no tempero de peixes gordos, pois torna-o mais digestivo. As suas folhas picadas são deliciosas sobre saladas, batatas, pratos de arroz ou em molhos para pastas.

O funcho apresenta muitos benefícios para a nossa saúde, dos quais se podem destacar os seguintes: rico em fibra, vitaminas, proteínas, gorduras, hidratos de carbono (carbohidratos), abre o apetite, estimula a digestão, aumenta o leite materno, combate diarreias, apresenta efeitos diuréticos (ajuda a emagrecer) e combate a tosse.

Para preparar o funcho deve cortar os talos e as folhas, cerca de três centímetros acima do bolbo.
Se não quiser utilizar de imediato os caules e as folhas, pode conservá-los ainda durante um período, bastando para isso que os mantenha num recipiente com um pouco de água. Manterão a sua vivacidade por cerca de uma semana. Poderá usar tanto os caules como as folhas para guarnição de receitas de peixe, saladas ou molhos.
Para preparar o bolbo, corte a parte seca da raiz, retire as folhas exteriores, principalmente se estiverem secas e escurecidas.
Lave muito bem com água corrente esfregando suavemente. Seque bem com papel de cozinha. Corte o bolbo em fatias, quartos, ou pedaços, conforme a receita especificar.


E agora uma simples e deliciosa de comer funcho….


Funcho Assado no Forno



Pré-aqueça o forno a 160ºC.
Prepare um bolbo de funcho, cortando a rama e retirando as folhas exteriores. Lave muito bem, esfregando delicadamente o bolbo. De seguida seque com papel de cozinha.
Corte em fatias finas.
Unte ligeiramente com azeite um tabuleiro ou travessa, que seja seguro ir ao forno. Disponha as fatias de funcho, tempere com um pouco de sal e pimenta. Salpique com raspa de limão, e também com um pouco de azeite (muito pouco, para não ficar demasiado gorduroso – se preferir pincele as fatias).
Leve ao forno até que esteja tenro.

Nos últimos 5 a 10 minutos, aumente a temperatura para 180ºC/200ºC, para ficar um pouco mais tostado e estaladiço – se gostar claro.

Fontes:

12 comentários:

  1. Adoro funcho mas ainda não experimentei em bolbo, tenho de testar :)
    Beijinhos, se quiseres vem visitar-me em
    Gulosoqb.blogspot.pt
    Facebook.com/gulosoqb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aconselho mesmo a experimentares. Se gostas do aroma que a erva-doce confere às receitas, é mais que certo que também vais gostar do bolbo.
      Agora encontras com facilidade à venda. Experimenta.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Cá usamos muito as sementes de funcho na doçaria Açoriana! A minha mãe costumava fazer uma sopa de funcho que eu detestava! Confesso que agora depois de adulta tenho saudades! Ainda ontem pensava que tenho de ir ver se o funcho que tenho ali na horta tem algum bolbo de jeito! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As sementes são sem dúvida mais conhecidas e usadas. Eu gosto muito assim assado, simples. Adoro o sabor.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Só gosto de funcho com muitaaaaaa moderação, mas de vez em quando compro um bolbo e uso-o ao invés de cebola, ou de alho francês, por exemplo. Não me cai nada bem, infelizmente - a erva doce então deixa-me mesmo mal - faz-me a digestão dificil e pesada, por isso é mesmo usado com muita parcimónia aqui por casa. Mas é um vegetal tão bonito, estéticamente perfeito, que tenho pena de me cair mal, adorava conseguir comer cru, em saladas, por exemplo.
    http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho que é um vegetal lindíssimo. E, ao contrário de ti, sou fã do seu sabor e aroma. Gosto tanto do vegetal como das sementes. Adoro o aroma que confere à pastelaria.
      Mas se fossemos todos iguais, e gostássemos todos do mesmo, isto era uma seca! :) certo?
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Nunca provei funcho mas esta receita esta bem apelativa. Bjinhos!!

    http://bimbysaboresdavida.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostaste :)
      Espero que te convença a experimentares!
      Beijinhos

      Eliminar
  5. É muito bonito! Parece imenso um coração :P Assim simples nunca fiz, fiquei curiosa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora que mencionas, é que me apercebo disso.... realmente parece um coração... lol
      O funcho assim simples, é maravilhoso!
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Ando á procura de receitas com funcho, esta vou fazer, vai ser a próxima. A foto está lindissima

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...