28 de janeiro de 2016

Arroz Tufado

Yum
Adoro arroz tufado. Muito mesmo.
Há já algum tempo que queria tentar fazer, mas era uma receita que ia ficando sempre para segundo plano…

Na verdade, é tão fácil, que não há razões para não o fazermos em casa. Fica melhor, mais barato, e podemos fazer de acordo com o nosso gosto.

Como era uma receita que tinha algum receio que não corresse bem, fiz o arroz completamente simples, mas agora já estou a pensar em voltar a fazer mas com aroma de coco ou chocolate, por exemplo.

O leque de receitas com arroz tufado é tão variado, que o difícil é mesmo escolher como o vamos usar. Pensem em barrinhas com frutos secos por exemplo, ou em salame, ou bolachinhas, ou em bases de tartes….ou a acompanhar iogurte, ou simplesmente com leite...ou então podem fazer como eu fiz, comer como se fossem pipocas!! Delicia mesmo! E ainda com a mais-valia de ser isenta de glúten.

Esta é uma receita a repetir, sem dúvida, muitas vezes. Até porque esta primeira experiência desapareceu toda, num instante - quase toda devorada por mim!. Ficou bem estaladiço, bem tufadinho, mesmo como eu gosto.



Agora a receita

Ingredientes:
1 Chávena de Arroz Carolino Pato Real*
3 a 4 Chávenas de Água
1 pitada de Sal
Óleo, para fritar




* Origem 100% Nacional, com predominância do Vale do Mondego
Caracterizado pela elevada capacidade de absorção do sabor, aroma e cor dos ingredientes com que é cozinhado;
Especialmente indicado para confecionar pratos típicos da gastronomia portuguesa em que o arroz tem um papel fundamental e onde é importante absorver os condimentos, como é o caso do tradicional arroz “malandrinho”. Ideal para arroz de marisco, arroz de polvo, arroz de cabidela, arroz de feijão, arroz de tomate ou arroz doce;
Também pode ser usado para cozinhar arroz solto muito saboroso, desde que se controlem bem a quantidade de água e o tempo de cozedura.



Preparação:
Coza o arroz, com uma pitada de sal, durante 20 a 22 minutos. Não estranhe a quantidade de água. Deve-se cozer o arroz em água abundante para que este não cole.
Depois de cozido, escorra, e depois espalhe-o no tabuleiro do forno, previamente forrado com papel vegetal. Espalhe muito bem, separando o mais possível os grãos de arroz, de forma a facilitar o processo de secagem.
Leve ao forno, a 100ºC, por cerca de 3 horas, até que o arroz esteja completamente seco e sem vestígios de humidade. Durante este tempo, deve ir mexendo o arroz para que este se solte e para que seque de forma uniforme.
Quando estiver completamente seco, retire do forno, e com as mãos separe todos os grãos de arroz, esfregando os grãos entre a palma da mão.
Aqueça óleo numa frigideira wok, ou outra que seja funda, e quando estiver bem quente frite pequenas porções de arroz. Para este processo o recomendável é usar um passador de rede, e colocar um pouco de arroz lá dentro e depois mergulhar no óleo bem quente. Deixe fritar alguns segundos, só até que todos os grãos estejam tufados (é mesmo só alguns segundos!). Retire o passador, sacuda-o bem mas com cuidado para retirar o excesso de óleo, e coloque o arroz num tabuleiro forrado com papel de cozinha.
Repita a operação até acabar o arroz.
Fácil não é?!

Agora é só deliciar-se com estas pipocas de arroz bem estaladiças!

Se não consumir de imediato, reserve num recipiente hermeticamente fechado.

Vejam este vídeo, vai ajudar a perceber melhor o processo de fritura: https://www.youtube.com/watch?v=Wit-BIolQCk




24 comentários:

  1. Algo diferente e interessante. Boa ideia. Bjinhos

    Tânia Tiago
    Bimby & Sabores da vida

    ResponderEliminar
  2. Arroz tufado caseiro?! Realy?! Não imaginava que se podia fazer em casa! Embora eu seja daquele tipo de pessoas que acha que em casa podemos fazer tudo e mais alguma coisa, de facto o arroz tufado parecia-me inatingível! A verdade é que também nunca tinha pesquisado se era possível ou não, mas agora poupaste-me o trabalho! Farei um dia sim senhora! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realy! Não é maravilhoso!?
      Gostei mesmo muito do resultado final, e não ficam nada atrás dos de compra. Para mim até ficam melhores ;)
      Espero que faças :D Tenho a certeza que vais adorar.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Hummm adorei essa receita.
    Demora a preparar mas deve ser uma delícia.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2016/01/bolo-de-bolacha-no-copo.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um bocadinho demorada sem dúvida, mas não é difícil!
      E depois podemos tirar todo o prazer de um belo snack bem estaladiço!
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Dica fantástica já estou a imaginar um crunch caseiro XD

    ResponderEliminar
  5. Que engraçado! Já tinha pensado como é que se fariam os cereais tufados, fiquei esclarecida! :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem. Fico feliz que seja útil! :D
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Adoro arroz tufado e nem sabia como era feito, agora já sei :)
    Gulosoqb

    ResponderEliminar
  7. olá, eu tenho uma duvida, tipo quando posso acrescentar o açúcar, caramelo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Pode acrescentar o açúcar ou caramelo, ou o que desejar, depois da fritura.
      Espero ter ajudado,
      Beijinhos
      Marta

      Eliminar
  8. Marta, nunca fiz, nunca comi....estou um pouco desactualizada..... como é com o chocolate?
    beijinhos beijinhos boa semana!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando eu falei em arroz tufado com chocolate, a minha ideia seria qualquer coisa deste género: cozer em água com cacau, por exemplo; ou então, logo depois de frito, enquanto ainda está quente, envolver em cacau em pó. Mas ainda não experimentei nenhuma das versões, por isso não sei se são viáveis... tenho de experimentar primeiro!!
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Nunca fiz em casa, mas parece-me uma ideia maravilhosa! Esse ficou lindo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É demorado, é certo, mas é uma delícia.
      Já fiz uma segunda vez! e desta vez com chocolate :D
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Que engraçado, nunca tinha pensado fazer o meu próprio arroz tufado. É fácil ! Muito obrigado por partilhar! beijinhos
    sara

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É realmente muito fácil, e rende muito. Também se conserva estaladiço durante muito tempo se ficar fechado hermeticamente.
      Já repeti a receita mais umas vezes ;)
      Beijinhos Sara

      Eliminar
  11. Como aconselha fazer o arroz tufado como forma de tarte? Usaria manteiga para unir?
    Deve ser divinal, tarte com base de arroz tufado...
    Grata pela informação.
    Susana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Susana! peço desculpa só agora lhe responder...
      Eu usaria mel, ou talvez xarope de acér, para unir os grãos de arroz tufado e criar esse efeito de fundo de tarte... como nas barrinhas de cereais, no fundo seria essa a ideia. Não creio que a manteiga funcione bem, mas só experimentando.
      Espero ter ajudado, e a sua ideia parece deliciosa.
      Se a conseguir pôr em prática, partilhe comigo :)
      Obrigado!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...