8 de julho de 2015

Orégãos

Yum
Este ano, pela Primavera, plantei uma planta de orégãos. E está linda!



Os Orégãos são plantas herbáceas (com caule não lenhoso, e que geralmente nunca ultrapassam os 40cm de altura), perenes (em que as folhas não caem e podem florescer todos os anos ou de dois em dois anos), de caule ereto, de folhas opostas, ovais e pontiagudas de cor verde-escuras com aproximadamente 35mm de comprimento.
Devem ser plantadas num local protegido e ensolarado. Para garantir o seu florescimento, a poda deve ser feita na Primavera, prolongando-se o seu cultivo até ao Inverno, desde que protegido da geada. A poda deve ser feita com cortes basais.
Esta planta não gosta de muita água, ou seja, só deve ser regada quando o solo estiver muito seco.
As sementes amadurecem entre Agosto e Outubro, e devem ser semeadas no início da primavera quando as temperaturas rondam os 12ºC. A germinação leva cerca de 2 semanas. As plantas devem ser divididas entre Março e Outubro e plantadas nos seus locais permanentes no verão, com espaçamento de 30 cm.
Por serem plantas tipicamente mediterrânicas apresentam um desenvolvimento horizontal. No entanto, devido ao seu ciclo, poderão apresentar flores nos dias mais compridos e assim apresentar alguns caules bastante verticais.
A colheita deve ser feita no início da sua floração e quando os rebentos têm cerca 8 a 10 cm de altura a contar do solo.



Para secar, deve-se pendurar as hastes pela base num local escuro, com a flor virada para baixo. Depois de bem secos, pode esfregá-los entre as mãos para separar as folhas e flores dos troncos, e guardá-los num recipiente hermético.
Os orégãos caracterizam-se pelo seu cheiro bastante aromático e sabor amargo.
São conhecidos por serem muito utilizados na cozinha italiana. O seu sabor é muito agradável em estufados, por serem um intensificador de sabor. Devem ser acrescentados no início do cozinhado, uma vez que o seu sabor se desenvolve durante a cozedura.



Em Portugal os orégãos são indispensáveis na confeção de caracóis, e são usados também em caldeiradas e em saladas de tomate e queijo fresco ou requeijão.
São o companheiro perfeito do tomate, do pimentão, da beringela e das massas. Combinam bem com vitela, com carnes brancas, pratos de peixe, e com queijos.

As folhas frescas dão aos pratos um sabor completamente diferente, dado que têm um sabor amargo mais acentuado do que os orégãos secos.
Combinam bem com outras ervas aromáticas como o manjericão, louro, malaguetas, alecrim, salva e tomilho-limão.


Curiosidade: Orégão significa "alegria das montanhas". Vem das palavras gregas "oras" (montanhas) e "ganos" (alegria). Era tradição entre as noivas e noivos Gregos e Romanos serem coroados com um laurel de orégãos, como símbolo de alegria.
Nas Filipinas, o orégão é considerado uma planta medicinal primária, útil para aliviar tosses e febre.

Fontes:
www.fiel.pt/pt/catalogo/ervas-aromaticas-frescas/oregao/

6 comentários:

  1. Gosto muito de oregãos! Dá uma sabor bem bom a certos pratos! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu adoro em saladas, principalmente de tomate, e a salpicar queijo fresco. É delicioso! :)
      Beijinhos
      Marta

      Eliminar
  2. Adoro orégãos! Não tenho em casa, mas gostei das dicas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu passei a ter este ano :D e estou muito contente por isso. Tenho a sensação que este ano ainda não vai florir, mas tenho pena. Para o ano já devo conseguir actualizar o post com fotos da flor também :)
      Beijocas

      Eliminar
  3. Que excelente post! Adoro orégãos :P

    Dá gosto visitar blogues assim... tão completos e interessantes! Muitos Parabéns ;) Desejo-te os maiores sucessos!

    http://deaprendizachef.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...