28 de fevereiro de 2017

Bolo Supremo de Baunilha & Framboesa {Vanilla & Raspberry Supreme Cake}

Yum

Fevereiro foi um mês muito especial. Mesmo muito. Gostaria que tivesse sido ainda mais especial, especialmente com mais receitas, mas isso é a minha insatisfação constante a falar mais alto que a sensatez, e mesmo tendo a consciência de que o muito nem sempre é sinónimo de bom ou melhor.
Foi um mês de grandes mudanças na minha vida, de grande agitação, mas de momentos de grande alegria. Começou com a celebração do meu aniversário, e termina com a celebração do aniversário do meu filho. 16 anos. Quando conscientizo que tenho um filho com 16 anos, da minha altura, que já faz a barba, pergunto-me como foi possível o tempo passar tão depressa… e que saudades, que saudades plenas de o conseguir segurar dentro dos meus braços, do seu sorriso pleno de uma alegria ingénua e contagiante. Mas vê-lo a caminhar o seu próprio caminho, a traçar os seus objectivos, ainda que de uma forma sempre muito especial e diferente da maioria, deixa-me cheia de orgulho e alegria.

Especial é também o bolo que trago para este final de mês, elaborado com a intenção de ser um bolo que representasse tudo o que gostamos. A decoração a satisfazer o meu gosto pessoal, e os ingredientes bem ao gosto do meu jovem. Resultou num bolo absolutamente divinal, e que na minha opinião foi o mais perfeitinho que fiz até hoje. A receita do bolo não é uma estreia, uma vez que já a repeti em inúmeras ocasiões, mas foi a primeira vez que a fiz com este tipo de apresentação. A massa do bolo é muito perfumada, muito saborosa e leve, com um sabor esplêndido a baunilha. O buttercream também de baunilha e o creme de framboesa completou este bolo de forma sublime.

Espero que gostem, e a todos o nosso obrigado por estarem connosco neste mês de fevereiro!



24 de fevereiro de 2017

Panna Cotta de Baunilha & Nutella {Vanilla & Nutella Panna Cotta}

Yum

Existem sobremesas às quais eu não consigo mesmo resistir… a panna cotta é uma delas. Adoro a sua textura e a sua cremosidade, e adoro ainda o facto de ser uma sobremesa bem versátil, onde, a uma mesma base, podemos juntar vários toppings, creme, compotas, e obtemos sempre uma sobremesa diferente e sempre capaz de saciar a nossa gula.
A receita que trago hoje não é uma novidade… a blogosfera é já bem rica em receitas de panna cotta, mas achei que esta ficaria muito bem na nossa mesa de fevereiro, sendo uma sobremesa delicada e elegante.

Uma sobremesa que nunca desilude.




22 de fevereiro de 2017

Granola de Baunilha & Amêndoa {Almond & Vanilla Granola}

Yum

Como já vos disse na publicação anterior, os meus dias ultimamente não têm sido tranquilos …  sem ser num tom muito queixoso, mas já a queixar-me imeeeeeennso, posso dizer que o fevereiro começou com uma cozinha toda empoeirada, impregnada de um pó fino e branco resultante do corte da pedra de 3 cm da bancada da minha cozinha para poder colocar uma placa de indução nova… como já também tinha dito várias vezes, precisei mudar de forno, e como os comandos do meu anterior fogão, ainda a gás, eram no topo do forno, ao mudá-lo vi-me “forçada” a mudar a placa também. Vai daí que a nova placa não cabia no buraco da pedra onde estava o anterior fogão, e foi preciso cortar 4 pequenos cantinhos… mas foram 4 pequenos cantinhos que encheram de pó cada cantinho da minha cozinha e arredores. Não fora uma vizinha minha e a minha sempre dedicada (e pronta-a-ajudar) mãe, eu não sei o que teria sido da minha vida, uma vez que a delicada operação foi realizada a uma segunda-feira… Mas felizmente já tenho o meu forno lindo, ventilado, cheio de programas maravilhosos, e uma placa de indução fabulosa, prontinhos a realizar muitas e muitas receitas.
Posso-vos adiantar, que no meio da loucura que foi este fim-de-semana, o meu forno e o meu fogão não pararam, e eu, tal “maniac” Julia Child, vivi literalmente na cozinha as 48horas do fim-de-semana, para conseguir trazer umas receitas dignas que fossem para tentar resgatar o fevereiro do descalabro total… não fosse a vossa imensa generosidade, e a mesa deste mês seria bem pobrezinha…

Mas, lamentações à parte, comecei por fazer esta maravilhosa e super aromática granola, à qual o meu filho ficou completamente rendido. Tem sido ele o maior apreciador das granolas que faço, e eu fico bem feliz que ele goste; tranquiliza-me saber que está a comer uns cereais saudáveis e naturais, feitos por mim, com muito carinho e dedicação, sem um monte de “E”s que só fazem mal (ele é o E220+E560+E12568522).

Já existem muitas granolas há venda no mercado, mas eu continuo a preferir fazer em casa, até porque é uma receita tão simples de executar, e que podemos ajustar todos os ingredientes à nossa medida e gosto. Espero que gostem da sugestão e que se sintam tentados a experimentar, porque tenho a certeza que vão adorar!



19 de fevereiro de 2017

Bolo São Marcos {San Marcos Cream Cake}

Yum

A mil à hora e a derrapar nas curvas, aqui estou eu para participar na 13ª edição do Sweet World…achei eu que o janeiro tinha sido complicado, e que tudo voltaria a acalmar em fevereiro…não poderia estar mais enganada. Sem entrar em grandes detalhes, para já, posso adiantar que entretanto mudei de emprego, estou mais longe de casa, e tenho todas as minhas rotinas e horários “up side down”… e até que me acostume a um novo ritmo, os meus imensos planos para um fevereiro que se queria especial, teimam em não passar disso mesmo, planos. Quero pedir imensas desculpas a quem tem vindo a participar, e que eu ainda nem consegui ver as receitas! … vou tentar que a minha visita às vossas cozinhas seja a mais breve possível, mas para já peço a vossa compreensão J

Agora falando desta edição do Sweet World, e do Bolo São Marcos: o bolo não é difícil na sua execução, mas o que veem nas fotos é o 2º que fiz, facto que se ficou a dever a alguma insensatez. A primeira receita que segui foi uma que a Lia indicou, do blog Dom Simão, e que era a que mais me agradava. O único problema que levou a uma prova não superada foi o facto das natas não terem ficado firmes, e ter acabado com um São Marcos abatido e derretido. E aqui pesou realmente a minha insensatez, uma vez que há relativamente pouco tempo tinha feito uma receita deste género em que não coloquei nada que fizesse com que as natas mantivessem a sua firmeza, e o resultado foi o mesmo. Mas na altura em que estava a seguir a receita nem pensei, e o resultado não foi de todo satisfatório.
Estive prestes a desistir, confesso, mas estava tão irritada comigo mesmo e decidida a não falhar na minha participação, que voltei a lançar-me ao desafio de um novo São Marcos.
Desta vez, misturei as duas receitas, a da Lia e do Dom Simão, improvisei também um pouco, e não fosse a falta de tempo para conseguir fazer fotos ainda com a luz do dia, e talvez tivesse ficado realmente no ponto. Neste acho que a única coisa que correu menos bem foi não ter deixado o doce de ovos mais um pouco no frio para poder ficar mais firme, o que levou a que escorresse um pouco quando desenformei o bolo. Pode parecer preciosismo, mas sim teria ficado mais bonito….mas ainda assim estou muito contente com o 2º resultado J
Não é um bolo que me arrebate, mas é bastante agradável, e foi bastante apreciado pelos meus comensais.

Queridas Lia e Susana, obrigado por mais um desafio delicioso!




9 de fevereiro de 2017

Bolo Espelho de Bauniha & Chocolate {Vanilla & Chocolate Mirror Cake}

Yum

A Ana este mês desafiou-nos a fazer um bolo espelho…Este é um bolo que tem invadido a blogosfera, mas eu tenho de confessar que nunca lhe prestei muita atenção nem lhe dei muito crédito… tinha a ideia que seria um bolo bastante difícil de fazer … e por isso não sentia vontade de o experimentar…  mas depois chega a Ana  e desafia-nos!  E há desafios que têm de se aceitar, certo?

Tal menina bem comportadinha, desta vez, vi o episódio do Great British Bake Off que a Ana recomendava, li variadíssimas receitas, com variadíssimos interiores e diferentes tipos de glaze, até que encontrei um pelo qual me apaixonei imediatamente, no blog Verdade de Sabor, que é uma verdadeira inspiração, com fotos maravilhosas e receitas deliciosas. À receita original da Miúda, fiz algumas adaptações para conseguir encaixar o meu espelho no tema do mês de fevereiro, dedicado à baunilha. Olhando para o meu bolo e para as lindas tortas da Miúda faz-me lembrar o “beauty and the beast”,….enfim J

Depois de muitas pesquisas, e de ter a receita alinhavada, o aspeto que continuava a levantar mais dúvidas era o glaze, não só na sua elaboração como na aplicação, sendo este na minha opinião o elemento mais fulcral do bolo. Li receitas que aconselhavam a fazer o glaze de um dia para o outro, outras a deixar arrefecer por completo…acho que quanto mais lia com mais duvidas ficava e por isso acabei por seguir as dicas deixadas pela Lia, e que acho que são as melhores.

Agora vem os senãos… e o que correu menos bem… o bolo não é nada difícil de fazer, nenhum dos seus elementos é complicado. O que traz mais dúvidas e receios é~, na minha opinião, o glaze e a sua aplicação no bolo. Mas até nesse elemento eu posso afirmar que não tive grandes dificuldades… o meu problema, e que acabou por dar este look tipo espelho velho e nada elegante, foi ter forrado a minha forma com película aderente (BIG, BIG mistake!). Se não a tivesse forrado, a mousse teria ficado com um aspecto lisinha, e nada enrugado, e depois o glaze teria ficado perfeito, e com o aspecto que eu pretendia. Mas estes desafios são isto mesmo! Fazendo e aprendendo, e desde já é minha clara intenção voltar a fazer este bolo, corrigindo o que correu menos bem, e ir na busca da perfeição, ou de pelo menos de um espelho menos enrugado! J
Outro aspeto que correu menos bem foi o corte. O interior ainda estava muito congelado à altura do corte o que tornou a tarefa bem difícil, para não dizer impossível.
De sabor posso-vos garantir que é delicioso!!

Aninhas minha querida, desculpa trazer um espelho tão desajeitado, mas espero que me perdoes. Da minha parte só te posso agradecer porque adorei cada segundo investido neste bolinho, do qual mudei por completo a minha opinião. Beijocas grandes



1 de fevereiro de 2017

Fevereiro é mês de....

Yum

E eis-nos chegados a um novo mês! O mais pequenino de todos.
Este mês é muito especial para mim… é o mês dos meus anos (hoje para ser mais exata), e também o mês do aniversário do meu filho mais velho…
Por ser um mês particularmente especial, fiz questão que o ingrediente escolhido fosse um que fosse do agrado de ambos. A escolha foi muito fácil, porque é sem dúvida o ingrediente que o meu filho mais gosta, e que eu aprecio bastante também.  Por isso, é com muito amor e carinho que dedico o fevereiro à Baunilha, e ao meu filho. Ele ainda não sabe da escolha, mas tenho a certeza que vai ficar SUPER feliz, e que vai adorar cada uma das receitas que for feita especialmente para este “Ingrediente do Mês”.
Espero que também gostem da escolha, e que se sintam muito inspirados a trazer receitas deliciosas, com este ingrediente mágico!

Assim, deixo de novo o convite: juntem-se a mim, e até ao último dia do mês de fevereiro, inclusive, tragam uma receita, talvez aquela que tantas vezes tem ficado em lista de espera, ou aquela que repetem vezes sem conta nas vossas cozinhas sem que lhe tivessem dado o devido destaque, ou a outra que é de família, a que tem um segredo, aquela que desperta memórias… A única regra é que tenha baunilha!
Deixem o link da vossa receita nos comentários desta publicação. Se não tiverem blogue podem enviar-me um mail com a receita e uma foto e eu farei a sua publicação, com os devidos créditos.
Poderão também identificar a vossa receita com a hashtag #martaingredientofthemonth, criada pela querida Lia para este desafio!
No final do mês, temos a promessa de uma mesa recheada de coisas boas, onde nos vamos poder juntar todos, a celebrar uma paixão que nos une: a culinária!

Boas receitas!



A primeira mesa de 2017!..

Yum

Existem sempre grandes expetativas em relação ao primeiro mês do ano. Há quem acredite que os primeiros 12 dias do ano correspondem diretamente a como se vão passar os 12 meses do ano; outros acreditam que se o ano começar mal, dificilmente melhorará; há quem faças grandes planos e olhe para o novo ano, e para o janeiro, como uma possibilidade de mudar um rumo, de mudar a vida, de contrariar destinos ou opções…. Independentemente de acreditarmos, ou não, em crendices e ditados, acho que de uma maneira geral todos olhamos para o primeiro mês de um novo ano como uma de possibilidade de fazer melhor. Seja no que for. Simples como isso… fazer melhor.

E a provar a minha teoria, começámos todos o ano a fazer melhor! Fizemos uma mesa gigante em sabor, aromas, partilha, aprendizagem, e em fazer melhor. Todos os meses fazemos melhor. E que mais podia pedir?..   Todos os meses se renova a minha sensação de coração cheio de honra por vos ter ao meu lado neste projeto, que começou por ser tão meu, e tem vindo a ser cada vez mais nosso. Esta mesa é sinónimo de fazer bem e melhor!

Um gigante obrigado!




1
Cromas da Cozinha
2
Intrusa na Cozinha
3
L'air du Temps
4
Basta Cheio
5
Cozinha 100 Segredos
6
L'air du Temps
7
Intrusa na Cozinha
8
L'air du Temps
9
Cromas da Cozinha
10
O Diário da Inês
11
Cromas da Cozinha
12
Intrusa na Cozinha
13
O Diário da Inês
14
L'air du Temps
15
Lemon & Vanilla
16
De Cozinha em Cozinha passando pela Minha
17
L'air du Temps
18
Lemon & Vanilla
19
Lemon & Vanilla
20
Anasbageri
21
Creme de Avelãs

22
That Cake Sweet
23
Intrusa na Cozinha



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...