31 de agosto de 2016

Tomato Layer Cake

Yum

Gosto de tradições. De manter tradições. De invocar memórias.
Muito.
Principalmente daquelas que envolvem a família. …
aquela tradição de naquele dia em particular, todos os anos, ou todos os meses, alguém se juntar…
ou ainda aquela de naquela determinada ocasião se fazer esta ou aquela determinada ação…
de celebrar certo dia sempre com as mesmas pessoas…
sempre da mesma forma…
sempre com o mesmo carinho e dedicação… 
sim gosto muito
e talvez por isso, porque sou uma mulher de tradições, quis manter esta tradição - a de todos os finais de mês trazer um bolo com o ingrediente escolhido.
Este mês não foi tarefa fácil.
Encontrei alguns bolos, é verdade, mas nenhum deles me prendeu os sentidos… mas entretanto, num momento mais divagante, ponderei a hipótese de trazer um bolo salgado…e foi desse hipótese que nasceu este bolo, este Tomato Layer Cake, como lhe decidi chamar, numa tentativa de lhe conferir um ar mais distinto e especial J 
De bolo só terá eventualmente o aspeto (será?), mas achei que seria uma proposta engraçada, diferente e agradável!
É uma receita perfeita para os dias quentes de agosto, deliciosa para apreciar bem fresquinha, numa mesa cheia de familiares e/ou amigos. Acho que preenche todos os requisitos para manter a tradição. O que acham?




30 de agosto de 2016

Lulinhas Recheadas com Tomate e Queijo Feta

Yum

Desde a primeira vez que recheei lulinhas, que fiquei com vontade de repetir o processo. Não pela trabalheira em si que dá rechear lulas, especialmente se as comprarmos tão pequenas como tenho comprado, mas pela maravilha que é podermos dar largas à imaginação no tipo de recheios, e porque ficam mil vezes melhores que as que usualmente encontramos à venda já recheadas.
Fiquei com vontade, e voltei a repetir.
O que vos posso garantir…. algumas coisas… posso garantir que sim, é uma receita que dá trabalho; posso garantir que o processo de rechear é muito mais fácil à segunda vez que da primeira; posso garantir que o sabor é delicioso.

E se as primeiras que fiz já me surpreenderam bastante pelo sabor, estas claramente superaram em muito as expetativas. Delicia das delícias, no casamento perfeito entre tomate e queijo feta. Uma receita aprovadíssima!






28 de agosto de 2016

Crostinis de Tomate e Ovos de Codorniz

Yum

Agosto está a passar rápido demais… já falta pouco para deixar de ter dias de calmaria, de um sossego relaxado que só acontece nos dias longos de férias. Os miúdos já começam a falar no regresso às aulas, e já se começa a sentir a agitação normal que se antecede. Não tenho saudades nenhumas… da volta às rotinas, aos horários apertados…

Mas enquanto esses dias não chegam, e numa tentativa de adiar esse regresso o mais possível, a minha cozinha continua em modo relax, e as receitas para desfrutar ao final de tarde com calma e em perfeita harmonia com o relógio da natureza continuam em destaque.
Assim, hoje trago uns simples, rápidos e saborosos crostinis para desfrutar pausadamente.





27 de agosto de 2016

Coroas de Tomate Seco e Pesto

Yum
Já aqui confessei, e por várias vezes, que sou apaixonada por pão.
E não é só de o comer. Adoro por as mãos na massa e fazer o meu próprio pão. Adoro!
O prazer de amassar, de esperar que a massa leveda, dar forma e depois cozer, é indiscritível. O cheirinho que fica na cozinha quando o pão está cozido é mágico.
Durante muito tempo fiz o pão que comíamos. Deixava a máquina de fazer pão programada e de manhã quando chegava à cozinha tinha um pãozinho fresco e delicioso à nossa espera! O prazer de comer pão acabado de fazer onde a manteiga se derrete gulosamente, é bom demais.
Hoje em dia já não o faço…com alguma pena. Mas a máquina começou a falhar de vez em quando, e confesso que me irritava muito ver o pão que ficava sempre agarrado ás pás da cuba, e que acabava por fazer com que não se conseguisse aproveitar muito bem a totalidade do pão.
Agora faço pão no forno de vez em quando, tornando assim a ocasião mais especial.
Estes coroas vieram fazer isso mesmo, tornar uma tarde que teria tudo para ser banal numa tarde super especial. São absolutamente divinais!
O toque do sal de Pele de Tomate torna-as únicas e irresistíveis. Uma verdadeira tentação!
Espero que gostem da sugestão.






26 de agosto de 2016

Arroz Malandrinho de Tomate

Yum

Se há uma coisa em que os portugueses têm orgulho é na gastronomia. Todos enchemos o peito e levantamos o queixo aquando se trata de falarmos da nossa cultura gastronómica, na sua riqueza, diversidade e sabor. Não será com certeza a única coisa em que temos orgulho, mas é claramente um tema onde existe um grande consenso.
E eu acho que temos todas as razões para nos sentirmos orgulhosos. Temos, sem reservas, uma gastronomia riquíssima e variadíssima. Podemos ser pequenos em espaço geográfico, mas somos gigantes no que toca a receitas cheias de tradições e que destacam as principais riquezas nacionais.
Não poderia deixar passar o mês dedicado ao tomate sem trazer uma receita bem tradicional portuguesa: o nosso arroz malandrinho de tomate.
Uma receita que pessoalmente adoro e que me lembra sempre os tempos de miúda, uma vez que foi nessa fase da minha vida que mais o comi.
Era uma receita repetida muitas vezes, quase sempre acompanhada por peixe frito, ou uns não menos tradicionais pastéis ou pataniscas de bacalhau.
E o aroma que paira na minha cozinha quando o faço leva-me sempre para outras cozinhas onde o vi tantas vezes ser feito… pela minha tia… pela minha mãe… pelo meu avô.
Todos terão a sua versão. Uns colocam mais este ou aquele ingrediente. Mas o que importa é a tradição com que ainda se faz e o conforto que transmite quando o saboreamos.

Em jeito de hino à nossa cultura e tradição gastronómica, trago então o meu arroz malandrinho de tomate.




25 de agosto de 2016

Tabulé, ou Taboule ou ainda Tabbouleh

Yum

São todos nomes possíveis para esta receita de origem árabe e muito popular. É uma receita muita simples onde se combina sêmola de trigo com vegetais e se obtém uma salada fresca, muito saborosa e saudável.





Foi pelas mãos da minha cunhada que comi pela primeira vez tabulé. E foi um prato que me conquistou por completo à primeira garfada.
Adoro a sua frescura e a textura que o couscous confere a este prato tão simples, mas ao mesmo tempo tão rico em sabor.
Adoro o poder das ervas aromáticas. Para mim são claramente a “chave” do seu sucesso. A hortelã é fundamental e é claramente o ingrediente chave que o faz destacar-se e ser delicioso.
A minha cunhada costuma ainda acrescentar atum, e é essa versão que mais vezes faço. A receita que trago hoje é como uma base, na qual podem ir adicionando outros ingredientes do vosso agrado… ou não… porque acreditem que assim já é uma receita que prende todos os sentidos.

22 de agosto de 2016

Polvo à Moda da Terceira

Yum

Esta é uma receita especial, elaborada para uma pessoa igualmente especial.
Há algum tempo, mais do que aquele que gostaria, desafiei a Elizabete a escolher uma receita do livro que ela me ofereceu aquando do Desafio Açoriano.
A receita eleita foi o Polvo à moda da Terceira.
Não sei se estará totalmente de acordo com a tradição açoriana, mas tentei seguir ao máximo as instruções do livro.
A receita é muito simples de elaborar, e tendo como base poucos ingredientes, o segredo para o sucesso está na qualidade dos produtos que são usados. Infelizmente não consegui usar vinho de cheiro, com grande pena, porque acho que esse será exatamente o elemento chave que marca a diferença. Mas na sua ausência, um bom vinho tinto deverá ser sempre a opção.

Elisabete, minha querida, tenho que te dizer que a receita fez sucesso, e obrigado por divulgares a cozinha tradicional Açoriana. Beijinhos




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...